O menino que não gostava de ler

Publicado em 07/02/2010

  • Imprimir
  • Recomendar Artigo
  • Aumentar tamanho do Texto
  • Diminuir tamanho do texto

O Rafael, um aluno da turma B do quinto ano, da E.B. 2,3 de Carregal do Sal, no início do ano lectivo 2008/2009 trouxe para a aula de Língua Portuguesa o livro de Susanna Tamaro "O menino que não gostava de ler". No final de cada aula, a professora lia um excerto da obra. Após a leitura da mesma, a professora solicitou aos alunos que escrevessem um pequeno texto, dando a sua opinião.

 


Eis algumas das opiniões:


"Eu gostei muito da obra "O menino que não gostava de ler", porque esta história faz-nos pensar. Porque seria que o menino não gostava de ler?


Às vezes, os nossos pais não nos compreendem. É muito importante saber falar com os filhos e tentar perceber por que motivo não gostam de ler.


Nesta obra, com uma simples conversa com um desconhecido, o menino ficou a gostar de ler."


Tiago Pessoa


"Fantástico! Um livro que incentiva à leitura! Na minha opinião, se em Portugal fossem publicados mais livros deste género, havia mais meninos a ler."


Tiago Sousa


"O livro O menino que não gostava de ler é muito interessante, porque incentiva miúdos e graúdos a ler, mesmo quem não gosta de ler. Achei muito engraçada uma frase que dizia assim"... viu a mãe a ficar vermelha como o traseiro de um macaco e o pai roxo como uma beringela madura."


Eu próprio aconselho miúdos e graúdos a ler este livro."


David Carreira


"O livro O menino que não gostava de ler é muito giro. A parte de que eu gostei mais foi aquela em que Leopoldo (o menino que não gostava de ler) conheceu o velho.


Se não gostas de ler, aconselho-te a tentares mudar de opinião, lendo esta obra."


Ana Inês Figueiredo


"A história contada neste livro retrata a vida de um menino que odiava ler. Aquilo que ele mais gostava de receber era um par de sapatilhas, coisa que ele nunca teve, pois os pais só lhe ofereciam livros.


A parte da obra que eu achei mais interessante, foi quando o menino, depois de usar óculos, passava o tempo a ler.


Eu aconselho este livro aos meninos que não gostam de ler."


Carla Gomes


"Eu acho que a obra O menino que não gostava de ler é muito gira e interessante.


As crianças das escolas do 1.º ciclo devem ler esta obra, porque ensina muitas coisas.


A parte de que eu gostei mais foi quando o menino estava a sonhar que andava de bicicleta e apareceu-lhe um monstro cheio de livros.


Eu gostei muito da obra e, um dia, espero ouvi-la ler outra vez."


Ion Gladuneac


"Achei o livro muito interessante. Este livro pode incentivar a ler muitos meninos que não gostam de ler.


Gostei muito deste livro, principalmente da parte em que o psicólogo disse que o menino sofria de papirofobia."


Bernardo Silvério


"Eu gostei muito da obra, especialmente do final. Não gostei muito da parte em que o menino fugiu de casa, porque isso não se deve fazer, podia ter sido raptado. Mas, graças ao velhinho que estava no parque, resolveu-se o problema do menino chamado Leopoldo."


Joana Silva


"A obra O menino que não gostava de ler conta uma história interessante, porque o sonho do menino era receber, no seu aniversário, uns ténis. No entanto, para o incentivarem a ler, os pais ofereciam-lhe sempre livros, deixando-o cada vez mais triste. Só depois de conversar com alguém que era cego, descobriu o motivo de não gostar de ler: ele só via rabiscos. Foi ao médico que lhe receitou uns óculos e começou a ler com alegria, para si e para o velho que o ajudou."


João Gil


 


 

Recomendar a um Amigo
O Seu Nome
O Seu E-mail*
Nome do Amigo
E-mail do Amigo*
Mensagem*